Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Entrada Actividades Projectos Ordem e Caos

Ordem e Caos

Subir um nível
Ordem e Caos
  1. Proponente: Jorge Freitas
  2. Irás conhecer a universalidade do caos e ver como sistemas surpreendentemente simples podem ser imprevisíveis.

Se conhecêssemos exactamente as leis da Natureza e como era o Universo no seu início, poderíamos prever o seu futuro. Mas mesmo que tais leis não representassem para nós um enigma, restar-nos-ía o problema de só conseguirmos ter uma ideia aproximada do início do mundo. Ainda assim, se essa visão aproximada fosse suficiente para fazer previsões com igual grau de certeza, dar-nos-íamos por satisfeitos. Mas não é verdade: na evolução do Universo, pequenas diferenças nas condições iniciais produzem, ao fim de algum tempo, grandes efeitos; um erro insignificante torna a previsão impossível.   [Henri Poincaré, em Science and Method, 1903]

Sessenta anos depois do trabalho pioneiro de Poincaré sobre mecânica celeste, Edward Lorenz, um meteorologista do MIT, reencontrou a mesma incapacidade de prever com absoluta certeza, apesar do fenómeno que estudava ser regido por leis exactas. Ao tentar simular em computador padrões das condições atmosféricas, descobriu que um pequeno erro nos dados produzia um grande desvio nos resultados. O efeito borboleta, como ficou conhecida esta «elevada sensibilidade às condições iniciais», indica como perturbações em pequena escala se reflectem globalmente em mudanças de grandes proporções.

Neste projecto analisam-se exemplos governados por leis de evolução simples mas que constroem estruturas muito complexas ou que exibem comportamento caótico.

  1. 3ª Edição
    coordenado por Jorge Freitas (2007)
  2. 4ª Edição
    coordenado por Tiago Dinis (2008)
  3. 5ª Edição
    coordenado por Tiago Dinis (2009)
Acções do Documento